quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Quando o amor acaba .



Hoje conversando com a mãe de um aluno muito culta ,educada ,percebi que ela estava passando por uma fase difícil porque começou a falar dos filhos e desabou em lágrimas.
Levei-a até a sala da psicóloga, que já havia notado algum problema pois seu filho estava se comportando de forma diferenta esses últimos dias, e ali conversamos e enxergamos uma mulher sofrida,cansada e acima de tudo decepcionada com o Amor.
Tive que deixar a sala para voltar ao meu posto e quando ela saiu me deu um sorriso e agradeceu por tê-la levado até nossa psicologa e que estava tendo uma outra visão de seu problema.
Mais tarde sem querer ser indiscreta perguntei a minha colega de trabalho o que ela tinha feito para a mãe sair com ar tão sereno.
Ela me disse:
Conversamos muito e dei a ela esse texto do Felipe Machado que diz exatamente o que está acontecendo com ela mas até então não estava querendo enxergar.
O texto é triste ,mas infelizmente é a mais pura verdade.Espero que realmente tenhamos ajudado.

Quando o amor acaba
De repente, a mulher tão familiar que está na frente dele do outro lado da mesa do restaurante se transforma numa desconhecida. Em um estalo de dedos, anos de convivência se apagam completamente, como se um gigante tivesse passado uma borracha no álbum de fotos criado pela memória dos dois. O rosto dela lembra vagamente alguém que ele conheceu há muito, muito tempo, mas aquela pessoa já não está mais ali. Se clones humanos existissem, a pessoa do outro lado da mesa do restaurante certamente seria um deles.
O mal-estar é recíproco, mas de natureza diferente. Ao contrário dele, ela sabe muito bem quem está na sua frente – bem até demais. Ela sabe que o que está sendo prometido nunca será cumprido; sabe também que a voz dele diz uma coisa, mas a realidade do cotidiano diz outra. Se houvesse uma máquina capaz de traduzir a alma desse homem, aí talvez ela pudesse acreditar no que ele está dizendo. Nessa noite, porém, as palavras soam mais uma vez como sons sem sentido, frios como os copos intactos sobre a mesa do restaurante.
Dizem que as mulheres se casam imaginando que vão mudar os homens; os homens se casam acreditando que as mulheres não vão mudar. Mas a verdade é que as coisas mudam, mas as pessoas, não. Por que, então, esses dois insistiram tanto tempo e esforço no amor? Porque é da natureza humana. Porque é da inevitável e desumana natureza humana.
Ao contrário do que dizem os poetas, amor acaba, sim. Não há nada de
romântico nisso, apenas uma verdade pragmática e palpável. Se você tem apenas um copo d’água para beber, é bom saciar a sede antes do copo ficar vazio. Às vezes apenas esse copo é suficiente, mas há ocasiões em que nem todos os mares do mundo podem acalmar seu coração.
Então é isso. Fim.
Quando o amor acaba, o monstro que estava escondido debaixo do tapete da
sala acorda e domina rapidamente o apartamento. Frases que nunca deveriam
ter sido sequer pensadas são pronunciadas com a determinação dos carrascos. Não se pode atravessar uma ponte que foi queimada; com as palavras acontece a mesma coisa.
Agora os dois se olham e sabem que não têm mais o que fazer. Dentro deles há uma dor contínua, uma tristeza que sai pelos olhos. Os dois corações estão vazios, porque no lugar daquele amor todo agora não existe nada. E a vida segue assim, imperfeita.
Imagem: Google
Texto:Felipe Machado

6 comentários:

Cláudia Murakami disse...

Desejo a ela muita força tranquilidade para passar por esse problema. Que ela tenha fé e muito amor pela sua vida!!!
Beijocas! Bela.

RetroMomentos disse...

Infelizmente é uma realidade! Que ela tenha muita sabedoria nesse delicado período.
Eu sei bem como isso é difícil... =/
Mas passará! ;)

Julia Maria Cogliatti disse...

Adorei o texto, e desejo muito amor para essa mãe!
E desejo que o amor que exista em mim nunca acabe, nunca se torne um estranho!

Beijos
Julia MAria

Julia Maria Cogliatti disse...

É triste saber que o amor acabe, depois de tantos anos, para algumas pessoas.
Acredito que o amor não acaba quando alimentado todo dia. Mas um casamento não se sustenta só de amor. Quando se ama alguem, deve se ter compreenção, tolerancia e respeito e isso sim é uma verdadeira prova de amor. Case com alguém que acima de qualquer coisa seja seu amigo, pois depois que acabar a juventude, depois que acabar os primeiro anos da grande paixão, quando os dois estiverem na categoria sênior e verem seus filhos grandes, a única coisa que vai valer a pena é ter alguém que você realmente goste de conversar e que vai sempre foi seu amigo e que vai te entender completamente. É isso que eu espero pra mim, e é isso que eu desejo a você e a essa mãe!
Beijos

paula.fr disse...

Que triste isso Larissa...Quando eu e seu irmão estavamos fazendo o curso de preparação para o casamento, nos ficamos entediados com todo aquele blá blá blá, e depoimentos, mas me lembro de um unico depoimento, e verdadeiro...O depoimento do Padre! Quando ele começou a falar eu disse para seu irmão que o Padre não poderia jamais dar depoimento pois qual era sua experiencia? Mas ...
ele disse assim: A UNICA PESSOA QUE VC PODE ESCOLHER PARA VIVER AO SEU LADO É O SEU MARIDO OU ESPOSA,...AS OUTRAS DEUS LHE ENVIOU SEM VC PODER ESCOLHER...ESSA PESSOA ESCOLHIDA UNICAMENTE POR VC, VAI LHE TRAZER OUTRAS, PARECIDAS COM ELA... Vc não escolhe Mãe, Pai, irmãos, Tios...É dificil, mas é verdadeiro...eu concordo plenamente com o que a Julia disse...O amor tem que ser conquistado todo dia!!! Afinal foi a nossa escolha...
Bjs

Ivani disse...

Tolo de quem acredita que o amor é um sentimento único, igual ao de todas as outras pessoas. Amar é ter tolerância, é saber ouvir, é falar no momento certo, é sorrir e achar graça no outro.
E tolo também é quem acredita que um rompimento resolverá todos os problemas e dores.
Somos donos de nossos destinos, fazemos valer o que queremos apenas com determinação e fé.
Se não há fé nos sentimentos, precisamos buscá-la.
demorei para aprender isso, mas aprendi. Pena que não tive muito tempo para dividir essa certeza com meu amor.
Espero que essa mulher aprenda logo e aproveite ao máximo o tempo que resta para ser feliz.
Adorei o texto Larissa, e fico feliz ao notar que você está amadurecendo mais e mais a cada dia.
E gosto dessa mulher sensível e mãe carinhosa em que você se transformou.
beijo